Acabou.
Do mesmo jeito que começou:
Do nada.

Amanda Duarte.      (via rubidea)

Porque a vida segue. Mas o que foi bonito fica com toda a força. Mesmo que a gente tente apagar com outras coisas bonitas ou leves, certos momentos nem o tempo apaga. E a gente lembra. E já não dói mais. Mas dá saudade. Uma saudade que faz os olhos brilharem por alguns segundos e um sorriso escapar volta e meia, quando a cabeça insiste em trazer a tona, o que o coração vive tentando deixar pra trás.

Caio Fernando Abreu.  (via delator)

Reblog with 6117 notes.

Porque a vida segue. Mas o que foi bonito fica com toda a força. Mesmo que a gente tente apagar com outras coisas bonitas ou leves, certos momentos nem o tempo apaga. E a gente lembra. E já não dói mais. Mas dá saudade. Uma saudade que faz os olhos brilharem por alguns segundos e um sorriso escapar volta e meia, quando a cabeça insiste em trazer a tona, o que o coração vive tentando deixar pra trás.

Caio Fernando Abreu.  (via delator)

Reblog with 6117 notes.

Cansei de pedir desculpas pelo jeito que ajo. Cansei de ouvir dos outros como devo fazer, viver, conversar e agir. Não vou me martirizar e tentar ser diferente pra fazer alguém se sentir melhor. Eu vou ser isso aqui mesmo, e que se dane a opinião alheia. Se eu tô feliz, tá tudo certo, não vou me incomodar com mais nada e nem ninguém. Não é egoísmo. Só descobri que, de tanto você pensar nos outros, acaba esquecendo de si.

Desconhecido.  (via rubidea)

Tudo termina em rompimento, divórcio ou morte.

O Teorema Katherine.  (via delator)

Reblog with 1844 notes.

Deve ser estranho viver comigo. É estranho pra mim

Bukowski.  (via estalagmite)

Minha pergunta é: Por que as pessoas boas se dão mal na vida?

Quem é você, Alasca? (via delator)


by (Philipp Götze)